30 de setembro de 2011

- Vlog Poderoso Crentão -

Humor Cristão -



Bota a culpa no cão


Nada acontece na vida do servo de Deus por acaso


Nada acontece na vida dos servos de Deus por acaso. Joana sabia disso. E carregava essa verdade com tanta convicção no coração, que nada podia amedrontá-la. Adolescente, aos seus 16 anos, filha temente ao Senhor, impactando sua geração e vivendo pra Aquele que é o único digno de receber toda glória e adoração. Joana sabia que sua vida foi feita com um propósito específico e que tudo que acontece com ela, a menor coisinha que seja, não estaria fora dos planos de Deus.
Certo dia, ao sair do ensaio do teatro da igreja, Joana foi caminhando alegremente para casa. Naquele dia, ela teve de mudar um pouco o percurso, por ter que passa na casa de uma amiga. Ao andar pela rua que ela não costumava andar, nem percebeu o quanto era vazia e deserta, pois curtia feliz uma música do Hillsong United em seu mp4.
Até que...sentiu sua boca sendo tapada por uma mão, que a prendia muito forte. Não sabia o que pensar no momento, não ouve tempo para reagir, tudo foi muito rápido. Quando deu por conta, estava sendo arrastada para uma casa que ficava próxima dali. Seu coração palpitava e as lágrimas já começavam a cair pelos olhos. Quando foi atirada com toda brutalidade ao chão da casa pra onde o homem a tinha levado, não soube o que pensar. Fechou os olhos, horrorizada pela truculência a qual foi tratada e naquele momento, ela lembrou de Jesus. Sim, ela lembrou que tinha um escudo. Ela lembrou de que Seu Deus morreu por ela e estava vivo, com ela naquele momento. Seus olhos se abriram, o homem que a agarrou estava lá, olhando pra ela.
- Vamos ver o quanto seu papai está disposto a dar por você.
- A vida - respondeu ela, sem pestanejar.
- A vida? Hum..isso não me interessa muito. Prefiro que seja o dinheiro.
- Mesmo que não te interesse..mas Ele já deu a vida por mim.
O sequestrador virou-se para ela, ainda com sua touca para proteger o rosto e sarcástico, disse:
- Larga de mentira garota! Seu pai é cheio da grana, eu sei. Ou você acha que eu sequestraria uma morta de fome?
- Não é desse pai que estou falando - Joana falava guiada pelo Espírito Santo e mesmo com medo, não deixava de falar o que Deus a mandava dizer - Falo de um Pai que mora no céu, mas que se fez de carne e osso e veio habitar entre nós, seres humanos, e morreu crucificado, para salvar a minha vida. Ele sim entregou tudo por mim.
- Garota, dá pra parar com esses papo de crente ai! eu não gosto disso não!
- Por quê?
- Ah, fica quieta!
O homem enfureceu-se e carregado de raiva correu para o lado em que Joana estava, mas na hora em que, com sua mão fechada, ia acertá-la, paralisou. Simplesmente parou. Joana já estava agachada, com as mãos sobre a cabeça, e ele parou. Seus olhos estavam vermelhos como fogo e antes que ele retornasse para o outro lado da sala, seus olhos encheram-se de lágrimas. Não, aquilo era mentira. Não existia Salvador nenhum. Ninguém tinha morrido por ninguém. Ela estava mentindo.
- Que palhaçada é essa? Deus não ama ninguém, não!
- Deus ama e muito. E a prova disso foi ter dado o Seu filho para morrer por nós, sendo ainda pecadores. Ele sofreu muito e morreu crucificado. Mas ao terceiro dia ressuscitou e por isso hoje exerce a maior autoridade sobre todos os seus filhos. Ele me ama muito e te ama também.
O homem não sabia o que dizer, e pra não acabar com todo o seu plano num acesso de raiva, saiu da sala e deixou Joana sozinha ali.
A menina não sabia muito bem o que havia acontecido. Ela conversou, debateu e falou do amor de Deus para o homem que a sequestrou! Ele no mínimo era uma pessoa muito má e ela teve a coragem de falar com ele, mesmo tendo noção do que aquilo podia resultar para ela. Mas naquele momento Jesus acalmou seu coração e assim ela ficou mais tranquila, sabendo que Cristo estava no controle da situação. Nada acontece na vida do servo de Deus por acaso.
Mais tarde o homem voltou, dessa vez sem capuz e jogou um pacote de biscoito para Joana.
- Você deve tá com fome.
- Obrigada – disse ela, ainda um pouco amedrontada.
Passou-se uns minutos e Joana pode perceber o homem inquieto, passando a mão pelo rosto a todo momento e batendo o pé sem parar.
- Já devem ter sentido sua falta. Me fala o telefone.
Joana disse e naquele momento fez mais uma oração, ela sabia que seu pai não teria muito dinheiro a dar, pois estava com bastantes contas para pagar dos remédios de sua irmã mais nova, que estava adoecida. Mas Deus estava à frente. Nada acontece na vida do servo de Deus por acaso.
Antes de discar o número, o homem sentou e seu nervosismo pareceu aumentar.
- Que homem é esse que vc disse que morreu?
Joana impressionou-se com a pergunta, mas logo respondeu:
- Jesus Cristo, o Filho de Deus.
O homem hesitou por um momento e então, começou a falar:
- Quando – parou por um instante – quando eu era adolescente eu ouvi falar desse Jesus aí..eu cheguei a frequentar uma igreja, mas as pessoas começaram a me discriminar porque eu fumava e bebia, porque eu usava brincos e tinha uma tatuagem. No começo eles me ajudaram, mas depois descobriram os meus vícios e me excluíram. Até que um dia eu estava tão desesperado e fui à igreja, pois sabia que aquele era o único lugar que teriam pessoas para me ajudar. Mas ao entrar ali eu percebi pessoas cochichando umas com a outras e olhando pra mim com olhar de desprezo. Até que escutei o que nunca queria ter escutado “Até quando esse cara vai continuar vindo aqui?” pela boca de um dos “irmãos” da igreja. Naquele momento me virei e fui embora. Aquele lugar não era pra mim. De lá pra cá minha vida virou uma amargura completa, eu não tenho família, sou um viciado, entrei pro crime e só não me suicidei porque..ah, sei lá porque.. me falta coragem.
- E se eu te disser que na Palavra desse mesmo Jesus que você conheceu há anos atrás, está escrito que mais vale uma ovelha perdida do que as outras que já estão no rebanho? Ou seja, Deus está preocupado em te levar de volta novamente e não somente em cuidar dos filhos dEle que já estão achados. Ele te ama e vc não precisa olhar para os homens. Aqueles que julgam e não amam o próximo estão com os olhos tapados e precisam que Deus os resgate da escuridão assim como vc precisa que Ele o resgate dessa vida de tristezas.
Enquanto Joana falava, lágrimas escorriam pelo rosto do homem, que agora já não tinha mais aquela capa de brutalidade bandida, mas a face de um verdadeiro arrependido, triste, que não via mais solução na vida, mas que agora fora apresentado Aquele que é a única solução: Jesus.
- Como eu faço pra voltar pra Ele? – disse quase a soluçar.
- Reconhecendo em seu coração o senhorio dEle, reconhecendo que só Ele é o seu Senhor e Salvador. Vamos falar com Ele agora?
Ele se ajoelhou e Joana colocou as mãos sobre sua cabeça, e orou dizendo:
- Pai amado, venho neste momento te agradecer pela vida desse homem que reconheceu nesta noite o Teu senhorio. Ele sabe o quanto sua vida foi vivida sem sentido e sem alegria, mas agora nesse momento, oh Pai, ele está reconhecendo o Senhor e pedindo por misericórdia. Nesse momento os Céus estão em festa, porque a Tua palavra diz que os céus se alegrarão quando um pecador se arrepender e voltar aos Teus caminhos. Que o Senhor esteja restaurando a vida deste homem, que foi alcançado por seu amor hoje.
Após a oração, Luís repetiu com Joana uma oração e abriu as portas da sua vida pra Jesus Cristo entrar e habitar.
Ao ser liberta por ele, depois de diversos pedidos de perdão, Joana foi tomada por uma felicidade sem igual, pois sabia que todo o desespero que viveu naqueles momentos em cativeiro não se compararam ao presente que Deus deu a ela, de poder falar do Seu amor aquele homem e ver uma alma sendo entregue ao Senhor. Luís queria ir à delegacia, apesar do medo, se entregar. Joana disse para que ele esperasse, ligou para o seu pai e contou todo o acontecido. Ao chegar ao local, o pai de Joana estava um pouco desconfiado, mas Deus o deu discernimento espiritual para perceber que o que havia acontecido ali não era um simples arrependimento do sequestro, era o arrependimento de uma vida inteira longe do Pai, uma alma liberta pelo sangue do Senhor. Luís se entregou e na cadeia, recebia apoio do pai de Joana e de um grupo da igreja que eles frequentavam. Luís pagou o preço por seus anos de crime, mas em compensação recebeu o maior presente que alguém pode receber: o amor de Cristo e Sua salvação e o amor dos irmãos, que cuidaram dEle e o discipularam com tanto carinho.
Joana pôde perceber mais uma vez com tudo isso, que nada na vida do servo de Deus acontece por acaso. Que ao invés de se desesperar e perguntar “PORQUE DEUS???”, devemos nos colocar em submissão à vontade dEle e sermos usados (imagina se ela não tivesse ouvido a voz do Senhor e falado do Seu amor com toda autoridade ao homem que poderia tirar-lhe a vida?!), tendo sempre em mente que todos os caminhos dos filhos de Deus são observados atentamente por Ele.

Glória a Deus!

Twitter: @arlenekanaki

UM MILAGRE -CD Uma Voz -Quatro por Um

29 de setembro de 2011

Grafico Espiritual




- Humor Cristão -




A Cruz no Deserto

Você imaginou o que as pessoas faziam quando pecavam, antes de Jesus morrer? Hoje temos a promessa: "Se confessarmos nossos pecados, ele é fiel e justo, para perdoar os pecados e nos purificar de toda a injustiça." I São João (NT) 1:9.

Agora podemos ser perdoados porque Jesus morreu em nosso lugar e pagou o preço dos nossos pecados. Mas como homens e mulheres podiam ser perdoados antes da cruz, quando Jesus ainda não tinha morrido?

Na verdade, assim que o homem pecou, Deus demonstrou pela primeira vez o Calvário. Foi construído um altar sobre o qual um cordeiro foi sacrificado. Esse cordeiro representava a Cristo. Através dos séculos, cada vez que um animal inocente era sacrificado, apontava para o dia em que o Filho inocente de Deus morreria no lugar do homem. Esse foi o preço do perdão.

O povo de Israel, recém saído da escravidão, precisava de uma comunicação simples e fácil para compreender o plano de Deus para a Salvação. Eles precisavam de algo prático, que demonstrasse a terrível natureza do pecado de modo vivo. Eles necessitavam de uma noção clara do elevado custo de nossa salvação. E foi o que Deus fez. Ele ordenou: "E Me farão um santuário, e habitarei no meio deles. Conforme a tudo que Eu te mostrar para modelo do tabernáculo, e para modelo de todos os seus vasos, assim mesmo o fareis." Êxodo (VT) 25:8 e 9.

Deus desejava estar com o Seu povo, para isso era necessário um santuário. O santuário deveria ser um templo portátil que pudesse ser montado no deserto e transportado enquanto viajassem. Deus mostraria a Moisés um padrão, e daria a ele instruções detalhadas sobre a construção e a mobília. Para a construção desse santuário, Deus deu a Moisés uma planta detalhada, conforme o modelo original existente no Céu.

"Ora a suma do que temos dito é que temos um sumo sacerdote tal, que está assentado nos céus à destra do trono da majestade, ministro do santuário e do verdadeiro tabernáculo, o qual o Senhor fundou, e não o homem." Hebreus (NT) 8:1 e 2. Jesus, ao deixar a Terra, tornou-Se nosso sumo sacerdote. Ele ministra no santuário do Céu, portanto existem dois santuários: o do Céu e o da Terra. "...Moisés divinamente foi avisado... olha, faze tudo conforme o modelo que no monte se te mostrou." Hebreus 8:5. O santuário portátil do deserto era uma cópia exata do santuário existente no Céu.

Essa réplica seria uma escola adequada para nos ensinar muitas coisas sobre o plano elaborado por Deus para a salvação da humanidade.

Ao sair do Egito, o povo de Israel acampou na vasta planície próxima do Monte Sinai, a aproximadamente 1.500 anos antes de Cristo. O acampamento era uma verdadeira cidade de tendas onde imperava a limpeza e a ordem. O povo estava dividido conforme suas tribos. Cada um dos quatro lados que cercavam a área central abrigava três delas. Na área central ficava o santuário. Ao se entrar no pátio, a primeira coisa que se podia ver era o altar dos holocaustos, onde eram oferecidos todos os sacrifícios.

Pouco além ficava o santuário, que era dividido em dois compartimentos: o Santo, onde havia uma mesa com pão sagrado e o candelabro com sete lâmpadas. Ainda nessa parte, ficava o altar de incenso. O segundo compartimento, separado do primeiro com um véu, chamava-se Santíssimo. Nele estava a arca do concerto com as duas tábuas de pedra, em que Deus, com Seu próprio dedo, escreveu os Dez Mandamentos.

"E quase todas as coisas, segundo a lei, se purificam com sangue; e sem derramamento de sangue não há remissão." Hebreus 9:22. Isso significa que sem derramamento de sangue não há perdão, nem para o povo de Israel no passado, nem para nós hoje. O perdão é a coisa mais preciosa do Universo, pois custou a vida do Filho de Deus. Era isso o que a morte do cordeiro queria dizer. O substituto inocente, sacrificado no altar, demonstrava a fé do pecador no inocente Cordeiro de Deus, Jesus, que um dia morreria em seu lugar.

Quando alguém pecava e se arrependia, deveria providenciar um cordeiro e se apresentar ao sacerdote no santuário. O pecador, colocando sua mão sobre a cabeça do cordeirinho, confessava os pecados e em seguida matava o animal. O sacerdote, então, espalhava um pouco desse sangue nos cantos do altar. O livro de Levítico, no Velho Testamento, descreve os vários sacrifícios que ocorriam no santuário. Tudo apontava para um grande e único tema central: prover um meio de trazer o pecador de volta a Deus, tornar possível para ele compreender o pecado e o que isso custou para Deus.

Os sacerdotes, por sua participação pessoal no sacrifício, quando transportavam o sangue para dentro do santuário, cumpriam esse mesmo propósito. "...E o Senhor a deu a vós, para que levásseis a iniqüidade da congregação, para fazer expiação por eles diante do Senhor." Levítico 10:17. é assim que Jesus, nosso Sumo sacerdote, faz com Seu sangue. Mas uma vez por ano, uma coisa especial acontecia: "Ora, estando estas coisas assim preparadas, a todo tempo entravam os sacerdotes no primeiro compartimento cumprindo os serviços; mas no segundo, só o sumo sacerdote, uma vez no ano, não sem sangue, que oferecia por si mesmo e pelas culpas do povo." Hebreus 9:6 e 7.

Uma vez por ano, o sumo sacerdote entrava sozinho no Santíssimo para realizar um serviço especial. Era a purificação dos pecados que tinham sido transferidos para o santuário durante todo o ano. Essa cerimônia ocorria no dia da Expiação. Era uma espécie de dia do Julgamento. Essa cerimônia tinha a finalidade de apontar para a fase do ministério sacerdotal de Cristo após Seu sacrifício na cruz.

O serviço do santuário com todas as suas cerimônias continuou através dos séculos. Primeiramente, no deserto; e depois, no templo construído em Jerusalém. O serviço do santuário continuou tendo validade até o dia em que Jesus morreu. A partir de então, não seria mais necessário imolar qualquer cordeiro para o sacrifício. O verdadeiro Cordeiro de Deus, o Senhor Jesus Cristo, para O qual todos os sacrifícios apontavam, havia dado a Sua vida pelo mundo todo. Mas o próprio povo, que durante séculos tinha demonstrado fé em Seu futuro sacrifício, não O reconheceu.

Jesus, o Cordeiro de Deus, havia dado a Sua vida. O sistema de sacrifícios estava encerrado, mas quando Jesus subiu ao Céu, Ele assumiu uma nova obra. "Visto que temos um grande sumo sacerdote, Jesus, Filho de Deus, que penetrou nos céus, retenhamos firmemente a nossa confissão. Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossa fraquezas; porém um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado." Hebreus 4:14 e 15.

O sacrifício de Jesus no Calvário foi completo e perfeito. Mas sem a obra de Cristo como nosso Sumo sacerdote, não poderíamos receber nenhum benefício pessoal desse sacrifício. Jesus fez um sacrifício perfeito. Ele fez provisão para todas as pessoas. Mas nem todas serão salvas. Milhões o rejeitarão. Como a salvação não é automática, o sangue de Jesus deve ser aplicado pessoalmente a quem aceitá-Lo.

Por isso, Jesus, como Sumo sacerdote, tinha algo mais a fazer. Ao morrer em nosso lugar e pagar o preço pelos pecados, Ele conquistou o direito de perdoar e de nos devolver a vida eterna. Como nosso Sumo sacerdote, Ele, desde a cruz, aplica os benefícios de Sua morte em favor de todo aquele que desejar. E quando aceitamos o Senhor Jesus como nosso Salvador, quando aceitamos Seu sacrifício e Sua morte em nosso lugar, nosso nome é escrito em um livro muito especial: o Livro da Vida.

Dezoito séculos depois da morte de Jesus, surgiu um movimento que pregava a volta de Jesus para 22 de outubro de 1844. Esse ano ficou marcado como o ano do grande engano. Milhares que aguardavam o aparecimento de Jesus ficaram desapontados. A decepção e o embaraço jamais puderam ser expressos em palavras.

O grupo, que ansiosamente aguardava o retorno de Jesus na ocasião, se dividiu em quatro signicativos segmentos. O primeiro renunciou à fé imediatamente. O segundo concluiu que havia cometido um engano no cálculo do tempo. O terceiro admitiu que Cristo tinha voltado de fato, não fisicamente, mas espiritualmente. O quarto grupo se manteve firme na fé, continuou orando e pesquisando as Escrituras, determinado a descobrir onde havia errado, descobrir o que realmente havia acontecido em 22 de outubro de 1844.

Uma vez que o modelo do antigo santuário foi tirado do santuário do Céu, era razoável concluir que os deveres dos antigos sacerdotes indicariam alguma coisa a respeito da obra de Jesus como nosso Sumo sacerdote no Céu. O antigo santuário era purificado pelo sangue de animais, mas o templo do Céu deveria ser purificado por um sacrifício melhor, o sangue de Jesus.

A convicção era grande para o pequeno grupo. Jesus jamais tinha pretendido voltar à Terra em 22 de outubro de 1844. Embora o Calvário tenha sido uma obra perfeita, uma provisão suficiente para o mundo todo, havia alguma coisa mais que Ele deveria fazer. O sangue do Seu scrifício deveria ser aplicado individualmente àqueles que desejassem. Eles descobriram o que havia acontecido em 22 de outubro. O grande dia da expiação havia começado no Céu. Jesus tinha iniciado a Sua obra no Santíssimo do santuário celestial. Jesus havia iniciado o julgamento.

Antes que Jesus retorne trazendo Consigo a recompensa devida a cada um, antes do dia em que homens e mulheres serão finalmente declarados salvos ou perdidos, o Livro da Vida, com os seus registros, deve ser aberto - o livro que revela sem disfarces o que cada indivíduo fez e foi.

Alguma coisa havia acontecido naquele dia enquanto homens e mulheres esperaram com alegre ansiedade e depois choraram com amarga decepção. Enquanto o dia e a noite se passaram aparentemente sem incidentes, os livros no Céu haviam sido abertos. A hora do julgamento de Deus havia chegado. Ninguém está isento de feridas e mágoas nesta longa e terrível guerra contra o pecado. Mas as marcas de nossa luta não se comparam aos terríveis sofrimentos que Jesus teve que suportar. Ele veio à Terra enfrentar o pecado frente à frente e dar a Sua vida em sacrifício para nossa salvação. Se fosse necessário, Ele daria a Sua vida ainda que a única pessoa a ser salva fosse você.

Desde o pecado de nossos primeiros pais, e através de toda história de Israel, primeiramente no deserto, depois na terra prometida, e ao longo da Igreja Cristã até os nossos dias, vemos um Deus que se esforça em nos fazer compreender o Seu sacrifício e o quanto Ele está disposto a fazer para nos salvar.

Há um fio de sangue que atravessa a história unindo cada situação, apontando para um Deus cheio de amor e disposto a perdoar a todos os que se sentirem necessitados de perdão.

Agora, Jesus está cumprindo a última etapa de Sua intercessão em favor da humanidade perdida. Como Sumo sacerdote, Ele apresenta os benefícios de Seu sacrifício para perdão e salvação. Logo, Ele deixará Suas vestes sacerdotais e, como Rei dos reis, voltará à Terra para buscar aqueles que aceitaram o Seu sacrifício.

O preço do perdão foi a morte do Filho inocente de Deus.
O perdão é a coisa mais preciosa do Universo, pois custou a vida do Filho de Deus.
Como a salvação não é automática, o sangue de Jesus deve ser aplicado pessoalmente a quem aceitá-Lo.
Ninguém está isento de feridas e mágoas nesta longa e terrível guerra contra o pecado.
Há um fio de sangue que atravessa a história.

Pr. Sant´Clair dos Santos Macedo

Yousef Nadarkhani não negou a Jesus e foi condenado ao enforcamento

Pela Shiara ele já estaria condenado à morte, mas um dos juízes supostamente revogou essa pena


Yousef Nadarkhani não negou a Jesus e foi condenado ao enforcamento

No julgamento que aconteceu na quarta-feira, 28, o pastor Yousef Nadarkhani voltou a afirmar sua fé em Jesus Cristo e de acordo com a Sharia [lei islâmica] ele foi condenado pelo crime de apostasia (abandonar o islamismo) e sentenciado a morte por enforcamento.

Na noite de ontem a ACLJ (Centro Americano pela Lei e a Justiça) chegou a divulgar uma nota dizendo que um dos juízes havia revogado essa sentença, mas que essa informação não era certa, já que pode ser apenas uma mentira espalhada pelo serviço secreto iraniano para enganar os meios de comunicação que estão acompanhando o caso.

Representantes do Portas Abertas também receberam essa informação, mas não há certeza do que pode acontecer com o pastor. O ministério também informou que a família de Nadarkhani está bastante abalada, inclusive sua esposa está em estado de depressão.

“Estou em contato com o Irã”, disse uma fonte próxima a família do pastor para o Portas Abertas. “Mas as notícias não são muito boas, mas vamos esperar. Se eles realmente quiserem, eles podem matá-lo porque ele se recusou a negar sua fé. Deixamos tudo nas mãos de Deus.”

Para o Compass Direct, uma fonte informou que eles podem matar o pastor Nadarkhani a qualquer momento. “Eles podem enforcá-lo ao meio dia ou então daqui a 10 dias. Às vezes entregam o corpo para a família junto com o veredito. Eles têm ultrapassado as fronteiras da lei”.

Petição em favor do pastor Yousef Nadarkhani

A Igreja brasileira pode ajudar as organizações internacionais a tentar impedir que o pastor Nadarkhani seja morto em razão de sua fé. É possível assinar uma petição pública no site da Christian Solidarity Worldwide através deste link e-activist.com/ea-action/action?ea.client.id=88&ea.campaign.id=12209.

Tutorial para preencher o abaixo assinado.

2) preencha os espaços requeridos com seus dados pessoais: nome, sobrenome, endereço, Cidade, CEP e email.

3) no espaço onde está escrito ADD YOUR MESSAGE HERE, copie e cole o email abaixo (favor, não acrescentar nada além do que já está escrito)

Your Excellency, the Ambassador of Iran

Dear Sir,

Along with many other people around the world, I have been following with great concern the case of Pastor Yousef Nadarkhani, who is being tried by a court in Rasht due to his religious beliefs.

I am writing to express my concern and hope that the court will drop all charges against Pastor Yousef, in accordance with international law and especially Iranian law and constitution, which clearly allows freedom for Christians to maintain their religious beliefs and practices.

I am also requesting Your Excellency to pass on my appeal and that of many others to the Iranian government, as a matter of great urgency in this case, so that an innocent person may not be condemned and the constitution of Iran may not be violated.

I am very grateful for your attention to this request.

Respectfully and sincerely,

Fonte: Gospel Prime

Lembretes diários

28 de setembro de 2011

Twitcam

Então galera, pra quem perdeu a twitcam do está ai a gravação, vale a pena assistir mensagem além de linda foi super verdadeira!

Pastor conta seu testemunho de luta contra a masturbação e pornografia!

Um dos preletores do Congresso de Adorares, realizado na sede da Igreja Bola de Neve de São Paulo, no último sábado (10), foi o pastor Massao Suguihara.
Após um animado momento de louvor, Massao compartilhou com todos o seu testemunho. Durante anos ele lutou contra o pecado da pornografia e da masturbação.

De início, ele relembrou o que a Bíblia diz em Romanos 6:23, que o pecado traz a morte. "Precisamos ter mais temor. Quando foi a última vez que se arrependeu de um pecado?", indagou o pastor.

Massao contou que aos 12 anos entrou no vício de pornografia e masturbação quando foi com alguns amigos a uma casa de prostituição. Aos 17 anos ele se converteu ao evangelho, começou a participar dos ministérios na igreja, fez parte do grupo Vencedores por Cristo, casou-se, tornou-se pastor de jovens e mudou-se para Pompeia-SP, mas, quando vinha para São Paulo, caía no mesmo problema.

Nessa época, o pastor tinha um grupo de curso para casais e em uma das lições sobre sexualidade, ele foi tocado para trazer os pecados à luz, foi quando decidiu contar seu pecado para a esposa. A partir dali, Massao sempre foi incomodado pelo Espírito Santo dizendo "Se você tiver coragem para pecar, vai ter coragem para contar".

Como Saber Se Masturbação é pecado?

O pastor conta que ficou dois anos sem cair em tentação, mas, tempos depois, caiu de novo e se confessou na célula da igreja em que participava. Massao também conta que pecou novamente pouco antes de ministrar em um evento em Belo Horizonte, foi incomodado pela voz do Espírito Santo e, mais uma vez se confessou, dessa vez para Asaph Borba, Kleber Lucas e outras pessoas que também participavam do evento.

Com base no que ensina a Bíblia em I João 1:7, Massao Suguihara disse que os jovens devem "andar na luz, não ter nada a esconder e confessar os pecados (...) nunca vi geração tão tentada como esta."

"Muita gente na Igreja está passando por essa luta solitária. Queria que hoje você não tivesse medo", disse o pastor, lançando um desafio para que os jovens confessem a Deus o seu pecado e sua luta. "Deus te ama e Ele sabe do teu problema", completou.

Amigo De Cristo.com

27 de setembro de 2011

Twitcam @JovensIdeais com participação Pr. Anderson


Filho – servo – díscipulo – Pai – marido – amigo dos amigos do Senhor – pastor – alguém que não vê sentido no que esteja fora do coração do Pai.

O FOCO DO NOSSO ENSINO: Santidade, família, Caráter, Vida e restauração da Igreja, sã doutrina, curas e sinais, Identidade de Jesus, Adão e Cristo.

Assista ao vídeo do Início do Ministério Vivo Por Ti



E saiba mais sobre o Anderson no site Pastor Anderson Silva

Conheça o site Jovens Ideais AQUI!

26 de setembro de 2011

Coisas lindas

Apocalispe 4.9-11
Ouça, ó Israel: O SENHOR, o nosso Deus, é o único SENHOR. (Dt 6.4)

Em uma frase Helen Keller diz: “As melhores e as mais lindas coisas da vida não podem ser vistas nem tocadas... devem ser sentidas com o coração.” Este é um pensamento que tem sido deixado de lado em um mundo que se preocupa mais com as aparências e com o que se pode ver e tocar.

Para a maioria das pessoas, a melhor coisa da vida é possuir muitos bens e poder ver, tocar e interagir com algo concreto, objeto de seu desejo. Esse sistema de vida tem levado à falência a simplicidade e o sentimento verdadeiro. A vida deve ser gerada no coração e não no que acontece externamente.


Pensando em coisas que não podem ser tocadas lembramos de Deus. Ele não tem corpo nem membros, Deus é espírito e é a maior fonte de alegria. Tudo de bom vem de Deus, a maior realização da vida é conhecê-lo. Em Deus, temos toda segurança e sustento para a vida.
Deus é apresentado em Apocalipse 4.11 como o Criador, digno de receber louvor. João tem uma visão do futuro, no qual ao redor de Deus estão seres angelicais. Vinte e quatro anciãos, seres viventes, também multidões de anjos e toda criação dão louvores a Deus. Eles glorificam a Deus em reconhecimento de sua grandeza.
Quando reconhecemos que Deus é o autor da vida e glorificamos o Seu santo nome, nosso coração se enche de alegria.

Ame o SENHOR de todo o seu coração, de toda a sua alma, com todas as suas forças e verá como as mais lindas coisas da vida podem sim ser sentidas com o coração. Faça algumas trocas em sua agenda, gaste mais tempo lendo, orando e meditando, conversando com as pessoas, caminhando e sentido o que está ao seu redor. Dê menos importância ao que você vê com seus olhos, procure com o coração perceber o que realmente está acontecendo. E que a palavra de Deus e sua vontade estejam em seu coração.

Tenha mais sede de Deus, busque ao Senhor, bendiga o grande Deus enquanto ele te dá o fôlego, a vida.

No invisível podemos encontrar maior satisfação.


Pão Díario

Jotta A & Michely Manuely - Aleluia

Depois que descobri o Jotta A não consegui parar de ouvi-lo, garotino canta demais, hoje temos ele catando com a Michely Manuely, vídeo ficou incrivel

25 de setembro de 2011

Evangélicos ameaçados de serem crucificados por católicos tradicionais no México

Pelo menos 70 cristãos evangélicos da região centro-leste do México foram expulsos pelas autoridades locais do local onde moram, região na qual moram muitos católicos tradicionais que, supostamente, ameaçaram crucificá-los e linchá-los.

Inicialmente, cerca de 50 famílias de cristãos protestantes foram obrigadas a deixar a vila em 12 de setembro, mas alguns foram autorizados a permanecer, sob a condição de fazer seus cultos fora da aldeia. Além disso, não podem evangelizar os católicos tradicionais da região, os quais praticam uma mistura de rituais indígenas e católicos.

O governo de Puebla se curvou diante da pressão e das exigências dos católicos tradicionais da aldeia de San Rafael Tlanalapan, a cerca de 100 quilômetros da capital, conforme informou o jornal La Jornada de Oriente.

Testemunhas disseram ter visto diversos evangélicos, incluindo um pastor, fazendo suas malas e ajuntando rapidamente seus

pertences para partir. Segundo informações, isso aconteceu porque os católicos tradicionais da região disseram que iam “crucificá-los ou linchá-los”, caso eles não fossem embora após a determinação feita no dia 12 de setembro.

O prefeito da região colaborou com as expulsões dos cristãos, receoso de perder seu cargo, após a pressão dos católicos. A católica Irma Diaz Perez informou a decisão tomada: “Eles nunca mais vão voltar, pois nós temos leis contra eles e eles não têm permissão para ficar aqui”.

A perseguição contra os evangélicos no México não é atual. Em um caso, cristãos evangélicos foram proibidos de ter acesso a água. Alguns funcionários também relataram ataques contra famílias evangélicas em anos anteriores.

Tudo isso ocorre porque o México é um país tradicionalmente católico. Dessa forma, muitos evangélicos são detidos por crimes que não cometeram.


Fonte:
Blog Do Lucas

24 de setembro de 2011

O TAMANHO DO MUNDO



Um pintinho pergunta para seu pai:
- Pai, o mundo termina ali, na cerca?

O pai dá uma gostosa gargalhada e diz:
- Não, meu filho... o mundo é muito maior do que isso. Venha, vou lhe mostrar uma coisa.

Então o galo sobe no telhado mais alto da fazenda e leva seu filhote consigo. O menino fica admirado com aquela nova e magnífica visão do mundo e compreende porque seu pai riu tanto, pois o cercado do galinheiro (que para ele era um mundo), agora era apenas um pequeno detalhe naquela bela paisagem.

O galo, então, todo orgulhoso, lhe pergunta:
- Está vendo aquelas montanhas lá adiante?
- Sim, papai!
- Pois é, meu filho, é lá que o mundo termina.
- Uauuuu... exclamou o pequenino.

Muitas vezes somos como galos, temos a visão limitada, achamos que tudo termina logo ali, achamos que temos que nos contentar e acreditar que tudo termina logo ali, mais aprendemos com o Senhor que não termina logo ali não, e caso fosse terminar se clamarmos esse Deus poderoso trás algo a existência para nos abençoar, ai invés de visão de galo, temos que ter visão de águia, ao invés de subirmos para conseguir enxergar, temos e podemos enxergar com mais facilidade quando temos visão de águias. Temos que agir por fé e não por vista, dessa forma vamos agradar o coração do Senhor.

Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem.
Hebreus 11:1

Te amo em Jesus!!

Deus abençoe a todos.

Tudo para glória do Senhor.

Nando

22 de setembro de 2011

Correrei para a Tua Cruz

03 razões básicas porque eu não creio que crianças possam ser pastoras.

Por Renato Vargens

Sinceramente eu estou cansado de ouvir tantas bobagens por parte dos evangélicos. Estou cansado das loucuras desta gente que relativizou a Palavra de Deus. Há pouco um louco me disse: "Há! Paulo era um machista! Ele estava errado em muito coisa que falou e escreveu. Não dá pra levar ao pé da letra tudo aquilo que disse!"

Gente, aonde esse povo vai parar? Como dizem os paulistas os "caras estão loucos, meu!"

Bom, voltemos a vaca fria! Minha esposa além de pedagoga é contadora de histórias, e há pouco ela recebeu um convite para ir a uma igreja cuja programação teria como atração uma criança de 12 anos que seria a pregadora da noite. Há alguns meses um amigo me trouxe um DVD cujo título era: "Cativeiro nunca mais." Até aí passa, o problema é que a protagonista da mensagem era uma criança. Isso mesmo, um menino com tiques e trejeitos evangélicos que desesperadamente gritava invocando sobre os seus ouvintes as bênçãos de Deus. Em 2007 o jornal O Globo publicou a matéria "Pequenos Missionários". A reportagem tratava exclusivamente de meninos e meninas que nos últimos anos vem atuando como líderes e pastores de igrejas evangélicas no país. Se não bastasse isso, a matéria é enfática em afirmar que tais crianças atendem os desesperados e prometem cura aqueles que os procuram.

Meu amigo, não dá para engolir essa história de crianças pastoras. Na minha perspectiva isto afronta diretamente o bom censo, a ética, a moral e principalmente a Deus e pensando nisso eu resolvi escrever escrever um post onde eu enumero três motivos porque uma criança não pode ser pastora:

1- Criança tem que ser criança! A Biblia diz que há tempo para todo propósito debaixo da terra.

2- Criança pecisa viver o lúdico, a fantasia, desfrutar do riso, da alegria. Até porque, quando isso não acontece, a criança emocionalmente adoece. A criança deve se comportar como criança, mesmo porque é sendo criança, vivendo como criança, não queimando etapas, nem tampouco ultrapassando os limites naturais da vida é que poderão no futuro construir um mundo melhor.

3- O padrão bíblico para ser um pastor é impossivel de ser cumprido pelas crianças. Veja por exemplo, o que o Apostolo Paulo disse em sua primeira epistola a Timóteo sobre as qualificações de um pastor:

"Convém, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma mulher, vigilante, sóbrio, honesto, , hospitaleiro, apto para ensinar; Não dado ao vinho, não espancador, não cobiçoso de torpe ganância, mas moderado, não contencioso, não avarento; ue governe bem a sua própria casa, tendo seus filhos em sujeição, com toda a modéstia (Porque, se alguém não sabe governar a sua própria casa, terá cuidado da igreja de Deus?); Não neófito, para que, ensoberbecendo-se, não caia na condenação do diabo. Convém também que tenha bom testemunho dos que estão de fora, para que não caia em afronta, e no laço do diabo."

Prezado amigo, a luz destas afirmações gostaria de lhe pedir dois favores: Primeiramente não permita que essa corja safada continue usando nossas crianças para beneficios próprios. Nossos meninos e meninas não são artistas de circo, nem tampouco, pastores mirins. Em segundo lugar, denuncie ao ministério público aqueles que em nome de Deus estão manipulando crianças indefesas.

Pelo amor de Deus, vamos deixar as crianças desfrutarem da beleza de ser crianças

Com lágrimas nos olhos e dor no coração!
Renato Vargens


Certo homem, que nunca tinha visto uma única rosa em sua vida, entrou numa floricultura e comprou um lindo arranjo para dar para a sua esposa, mas, tanto gostou daquelas maravilhosas flores que, posteriormente, comprou umas mudas de roseira e passou a cultivá-las no quintal da sua casa.

A princípio, cuidou muito bem delas, porém, antes que um único botão surgisse em sua plantação, ele ficou abismado com a quantidade de espinhos:
- Como pode uma flor tão linda vir de uma planta tão espinhosa?

Entristecido, abandonou o cultivo e deixou que as plantas morressem por falta d'água.

- Muitas vezes agimos dessa forma, tiramos conclusões precipitadas da pessoas, de situações, e as deixamos morrer por falta de regar, por falta de tentar entender o porque, por falta do verdadeiro amor, amor esse que só podemos viver por completo quando estamos ligado com Jesus, que independente da pessoa, independente da resposta, independente de qualquer coisa, iremos amá-las e não tirar conclusões precipitadas e sim amar e aprender amar cada dia mais. Lembre-se sempre, não existe pessoas perfeitas, todos nós temos nossos defeitos, e com defeitos ou não temos que aprender a amar com o amor de Jesus!

O amor não se porta inconvenientemente, não se irrita, tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
I Coríntos 13.4-7

Te Amo em Jesus!!!

Deus abençoe a todos.

Tudo para glória do Senhor.

Nando

21 de setembro de 2011

Ser feliz é uma decisão!

Uma senhora de 92 anos, delicada, bem vestida, com o cabelo bem penteado e um semblante calmo, precisou se mudar para uma casa de repouso.
Seu marido havia falecido recentemente e a mudança se fez necessária, pois ela era deficiente visual e não havia quem pudesse ampará-la em seu lar.
Uma neta dedicada a acompanhou.
Após algum tempo aguardando pacientemente na sala de espera, a enfermeira veio avisá-las que o quarto estava pronto.
Enquanto caminhavam, lentamente, até o elevador, a neta, que já havia vistoriado os aposentos, fez-lhe uma descrição visual de seu pequeno quarto, incluindo as flores na cortina da janela.
A senhora sorriu docemente e disse com entusiasmo: Eu adorei!
Mas a senhora nem viu o quarto... Observou a enfermeira.
Ela não a deixou continuar e acrescentou:
A felicidade é algo que você decide antes da hora. Se eu vou gostar do meu quarto ou não, não depende de como os móveis estão arranjados, e sim de como eu os arranjo em minha mente.
E eu já me decidi gostar dele...
E continuou: é uma decisão que tomo a cada manhã quando acordo. Eu tenho uma escolha, posso passar o dia na cama remoendo as dificuldades que tenho com as partes de meu corpo que não funcionam há muito tempo, ou posso sair da cama e ser grata por mais esse dia.
Cada dia é um presente, e meus olhos se abrem para o novo dia das memórias felizes que armazenei...
A velhice é como uma conta no banco, minha filha... De onde você só retira o que colocou antes.
Comece, sem demora, a depositar felicidade na conta do banco das suas lembranças, para poder resgatar sempre que desejar.

Pão Díario

Gizuz, apaga a luz e tira o tubo! Que bagulho é esse?

Nao sei se rio ou se choro com um bagulho desses! Acho que vou rir primeiro e chorar depois! Assistam:


***
Só podia ser coisa do @rickserrat, do Território 7, e que também faz uns bicos lá no Crentassos =)

Fonte: Pulpito Cristão

20 de setembro de 2011

Sou eu.


Ando pela rua, vento no rosto, e dúvidas na cabeça. Por todo lado vejo gente. Gente gritando, gente sorrindo, gente chorando. Gente chorando não para que alguém possa ver; gente chorando por dentro, gente que o coração está chorando e transparece isso não em lágrimas, mas em olhares perdidos, faces marcadas pelo desespero. Ouço gente xingando, gente brigando, marido discutindo com mulher, mãe gritando com filho, criança fumando cigarro, adulto jogado na calçada de tanto beber cachaça. Vejo outros fingidos. Ah, mas quantos fingidos eu vejo! Aqueles que se sentam em volta de uma mesa cheia de cervejas e com um pandeiro na mão, tentam mostrar como a vida deles é agradável.

Mas alguém esqueceu de dizer a eles que a felicidade não se vê nas ações e sim, no que leva as ações a serem feitas. Faltou alguém dizer a eles que a tristeza fica impressa no olhar e na face de quem a tem. Esqueceram também, de falar a eles, a eles todos, aqueles que são verdadeiros defuntos espirituais andando pelas ruas, que a vida de verdade não é essa aqui. Não sei porque cargas d'agua não falaram àqueles que choram escondidos, aqueles que descontam suas revoltas nos outros, aqueles casais que tem um relacionamento definhando, aquelas famílias que se odeiam ao extremo, aqueles que defendem a ideia de que vivem muito bem nesse mundo, mas que na verdade tem é uma capa super-protetora para poder não se questionar, esqueceram de falar a todos esses aí que o mundo pode ser bonito mesmo quando o céu está cinza e tudo indica que uma forte tempestade está para vir. Não avisaram que o único vício que nos liberta é o sangue. O sangue de Cristo.

E quem são esses esquecidos? Essas mentes e corações tão extremamente debilitados, que conseguem esquecer de avisar ao mundo, bater na porta do vizinho e falar "Ei, existe esperança pra você!". Quem serão eles? Quem serão esses que deixaram o mundo chegar onde está? Quem serão os responsáveis? Serão aqueles que estão tão preocupados em realizar mais a sua vontade do que a vontade de quem os enviou? Serão aqueles que reclamam tanto das pessoas, mas que não movem um dedo pra poder se colocar no lugar do outro? Serão aqueles que estão tão atarefados cuidando do que o sue umbigo quer, que não conseguem enxergar que o mundo está com os olhos tapados e é o dever deles tirar a venda do pecado, pois eles tem a solução. Eles tem o auxílio. Eles tem a Água da Vida. Serão aqueles que se encharcam com essa água e não tem coragem de doar nem meio copo para aquele sedento que bate a porta todos os dias?
Sim. São eles. Sim. Sou eu. Sim, são os denominados filhos do Rei, herdeiros da Terra Prometida, donos da felicidade. São eles. Sou eu. Culpa minha quando digo “Deus manda mais pessoas comprometidas com o Senhor para pregar a Tua palavra!” quando eu mesma poderia me mexer e começar a ser a mudança que eu quero ver. Porque deixar para o outro a responsabilidade? Sim. Sou eu. Se uma pessoa se transforma, outras tantas são transformadas como resultado da transformação de uma. Revolucionários, não reacionários. Reacionário é aquele que reclama e não faz nada, revolucionário é aquele que não perde tempo reclamando, mas que tenta mudar a situação de alguma forma. Chega de ser reacionária. Vou partir pra revolução. Vamos comigo?

Twitter: @arlenekanaki

#Twitcam

Ta ai mais uma #twitcam do meu amigo


Pode um suicida ir para o céu? Foto de pessoa que se jogou do World Trade Center nos atentados causa polêmica

No dia 5 de setembro, nos Estados Unidos, alguém postou no site PostSecret a foto de um homem se jogando da torre norte do WTC (World Trade Center) no dia 11 de setembro de 2001 por estar desesperado com o ataque terrorista. Ele achou que morreria de qualquer jeito e por isso tomou a decisão de se matar.

Na foto, havia o manuscrito “Deus benevolente não enviaria este homem para o inferno por se matar”. A foto e a inscrição repercutiram nas redes sociais e jornais.

Agora se sabe quem é o autor da postagem. É o estudante de pós-graduação Michael Convente. Ele disse que a sua intenção foi repudiar a pregação cristã de que os suicidas vão para o inferno.

Convente ironizou os cristãos por afirmar que seu Deus é benevolente, “exceto se você é gay ou resistir à autoridade divina absoluta ou se tirar a própria vida, como fez esse homem que resolveu como morrer”.

O estudante afirmou não ser religioso porque coloca em dúvida a existência de Deus. Falou que combate a ideia do inferno cristão porque, nesse caso, ela causa sofrimento aos parentes de quem se mata.


Fonte:
Blog Do Lucas

19 de setembro de 2011

Amar a Si

Marcos 12.28-34 Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo (Ef 4.15).


O grande mandamento diz que devemos amar a Deus e ao nosso próximo. De todos os mandamentos este é o maior. “Ame o Senhor, o seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma, de todo o seu entendimento e de todas as suas forças. Ame o seu próximo como a si mesmo”. Mas como vou amar a Deus se não consigo amar nem as pessoas com quem convivo? E como amar as pessoas se não amo nem a mim mesmo? Quando uma pessoa ama a si mesmo pode tratar o próximo com o mesmo cuidado. E quem ama ao seu próximo pode melhor amar a Deus. Muitos não amam ao seu próximo e estão distantes de Deus, pois não amam a si mesmos. Quem não ama a si mesmo, vai refletir essa falta de amor em todos os seus relacionamentos. Amar a si mesmo pode ser mais difícil do que imaginamos. Temos que conviver conosco todos os dias, o tempo todo. Conviver com nosso mau humor, nossas dores, desejos, indisposições. Muitas coisas que fazemos mostram que não amamos a nós mesmo como deveríamos. Para amar a si mesmo é preciso tomar atitudes que demonstram este amor. Quem ama a si mesmo deve negar a si mesmo, não atendendo aos seus maus desejos e cedendo ao pecado. Quanto menos princípios têm uma pessoa, menos ela ama a si mesmo. A entrega aos muitos desejos é um grande mal revestido de fantasias. Quem ama a si mesmo sabe reconhecer suas verdadeiras necessidades. Consegue pensar em si mesmo sem ser egoísta. Sabe que precisa descansar, comer, se arrumar, se tratar com responsabilidade Quem ama a si mesmo não vive se culpando e se condenando, sabe perdoar a si mesmo. Quando erra tem uma autocrítica sincera. Examina a si mesmo, reconhece seus erros e acertos, pede perdão a Deus por seus pecados. Quem ama a si mesmo alimenta sua alma com a Palavra de Deus, meditando seus ensinamentos no coração. Quem ama si mesmo vai amar seu próximo com respeito e a Deus com toda a sua força. Quem ama a si mesmo corretamente, aprendeu a amar.

Pão Díario

Ex-crente que virou ateu debocha das línguas estranhas em entrevista a Jô Soares

Em junho passado o jornalista Fábio Marton esteve no programa do Jô Soares contando sua experiência com o cristianismo e como ele passou a ser ateu, experiência narrada no livro “Ímpio – O Evangelho de um Ateu”. Na entrevista o escritor conta que foi um pregador mirim e que até ajudou a expulsar os demônios.

Eu fiz tudo o que havia pra ser feito, preguei do púlpito, cantei, ajudei a tirar o capeta da minha mãe, tive o capeta expulso de mim mesmo”, conta Fábio. Ele frequentava antes uma denominação chamada Igreja Evangélica Exército Celestial que funcionava em Osasco, na Grande São Paulo, e hoje não existe mais.

Em uma parte da entrevista o apresentador puxa o assunto sobre os dons de línguas e criticam a forma como as igrejas pentecostais usam essa passagem da Bíblia.

Eu acho que é uma confusão, um erro de tradução que acabou sendo um erro de interpretação”, disse o Jô Soares que continuou explicando seu ponto de vista com bases bíblicas. “Quando os discípulos saem para pregar o evangelho, Jesus diz que eles vão ter o dom de falar em todas as línguas porque cada um vai para uma região do mundo”.

Jô Soares que é católico, questiona se o Marton falava em línguas e o escritor por sua vez explica que falar em línguas, apenas enrolando a língua, se chama glossolalia. “No pentecostes aparece os apóstolos falando com as pessoas e as pessoas reconheciam as línguas delas. Obviamente que isso [que acontece nas igrejas] não tem nada a ver”.


Fonte: Blog Do Lucas

17 de setembro de 2011

Quando um aluno se torna evangelista!


- Humor Cristão - 


Seja um missionário no vestibular você tb! rs

Fonte de Lucro

1 Timóteo 6.3-8

Conservem-se livres do amor ao dinheiro e contentem-se com o que vocês têm, porque Deus mesmo disse: “Nunca o deixarei, nunca o abandonarei” (Hb 13.5).


Será que o contentamento está presente em nossa vida? Será que concordamos com o que disse Timóteo: “tendo o que comer e com que vestir-nos, estejamos com isso satisfeitos (1 Tm 6.8)”? O escritor Howard Dayton comenta esta passagem dizendo: Nossa cultura reescreveu esse versículo da seguinte forma: "Se você puder ter comidas mais finas, usar roupas da última moda, dirigir o carro luxuoso de último tipo e morar numa linda casa na melhor parte da cidade, então será feliz." Mas enquanto muitos acreditam que a felicidade está relacionada ao dinheiro e às posses, a Bíblia nos lembra que quando nascemos não tínhamos nada, nem mesmo roupa e quando morrermos não poderemos levar nada, nem ninguém.
Os problemas financeiros têm gerado muitas discussões inúteis, frustrações desnecessárias. Estas preocupações são frutos da inveja, do orgulho e da vaidade.
Timóteo está dizendo que a maior fonte de lucro não está nas coisas que podemos ter, adquirindo posses, mas naquilo que podemos ser. O grande lucro é a piedade, um processo na busca de uma vida que agrada a Deus.
Nossa condição econômica não deve afetar nosso humor e nossa vida espiritual. Quando passamos pelas necessidades, somos tentados ao ressentimento, tomados de inveja. Quando passamos pelas dificuldades, podemos blasfemar, culpando a Deus de nossa situação. Mas a Bíblia nos ensina em Tiago 2 que por pior que seja a nossa situação econômica, podemos ser felizes quando temos dignidade. Mesmo que sejamos pobres para o mundo, Deus nos considera ricos.
Enquanto muitos estão correndo atrás de dinheiro e se atormentando com problemas e sofrimento, busque com fé o conhecimento de Deus e sua vontade que conduz à piedade e ao contentamento. Exercita-se na piedade, pois o exercício diário da piedade é proveitoso para esta vida e para a vida futura.

Quem alcança a piedade tem maior tesouro.

Pão Díario