Social Icons

26 de setembro de 2011

Coisas lindas

Apocalispe 4.9-11
Ouça, ó Israel: O SENHOR, o nosso Deus, é o único SENHOR. (Dt 6.4)

Em uma frase Helen Keller diz: “As melhores e as mais lindas coisas da vida não podem ser vistas nem tocadas... devem ser sentidas com o coração.” Este é um pensamento que tem sido deixado de lado em um mundo que se preocupa mais com as aparências e com o que se pode ver e tocar.

Para a maioria das pessoas, a melhor coisa da vida é possuir muitos bens e poder ver, tocar e interagir com algo concreto, objeto de seu desejo. Esse sistema de vida tem levado à falência a simplicidade e o sentimento verdadeiro. A vida deve ser gerada no coração e não no que acontece externamente.


Pensando em coisas que não podem ser tocadas lembramos de Deus. Ele não tem corpo nem membros, Deus é espírito e é a maior fonte de alegria. Tudo de bom vem de Deus, a maior realização da vida é conhecê-lo. Em Deus, temos toda segurança e sustento para a vida.
Deus é apresentado em Apocalipse 4.11 como o Criador, digno de receber louvor. João tem uma visão do futuro, no qual ao redor de Deus estão seres angelicais. Vinte e quatro anciãos, seres viventes, também multidões de anjos e toda criação dão louvores a Deus. Eles glorificam a Deus em reconhecimento de sua grandeza.
Quando reconhecemos que Deus é o autor da vida e glorificamos o Seu santo nome, nosso coração se enche de alegria.

Ame o SENHOR de todo o seu coração, de toda a sua alma, com todas as suas forças e verá como as mais lindas coisas da vida podem sim ser sentidas com o coração. Faça algumas trocas em sua agenda, gaste mais tempo lendo, orando e meditando, conversando com as pessoas, caminhando e sentido o que está ao seu redor. Dê menos importância ao que você vê com seus olhos, procure com o coração perceber o que realmente está acontecendo. E que a palavra de Deus e sua vontade estejam em seu coração.

Tenha mais sede de Deus, busque ao Senhor, bendiga o grande Deus enquanto ele te dá o fôlego, a vida.

No invisível podemos encontrar maior satisfação.


Pão Díario

Nenhum comentário:

Postar um comentário