Social Icons

19 de agosto de 2011

Âncora da Alma

Hebreus 6:17-20

Que o Deus da esperança os encha de toda alegria e paz, por sua confiança nele, para que vocês transbordem de esperança, pelo poder do Espírito Santo. (Rm 15.13)

Muitas vezes somos como um barco levado pelo vento sem direção. Os ventos e as tempestades estão a ponto de nos fazer tombar e afundar. Quando isso acontecia com os barcos de verdade, segundo o que conta a Wikipédia, Lorde Karel Dovanek VII, para frear seu barco a vela, inventou a âncora. Ele descobriu ao acaso que uma âncora pode ser muito útil caso o barco estivesse sendo levado por um furacão.

A Bíblia nos ensina que temos uma âncora. Ela torna nossa vida equilibrada. Esta âncora chama-se esperança. Assim como um navio fica seguro quando está no ancoradouro, nossa vida se firma na esperança que nos liga a Cristo.
Cristo é a nossa Esperança, o nosso sumo sacerdote. No Antigo Testamento, o sacerdote era mediador entre Deus e o povo, oferecendo sacrifícios e orando em seu favor.

O Novo Testamento deixa claro que Jesus, com sua morte e ressurreição, passa a fazer este papel de mediador. A confiança nessa promessa é como jogar uma âncora e conquistar a firmeza necessária para viver. Buscar a Cristo é um forte alento. Nele temos a consolação que precisamos, a segurança na caminhada e a certeza da comunhão com Deus.
A história conta que Lord Karel, o criador da âncora, morreu afogado. Ele esqueceu que a corda de sua âncora tinha apenas 20 metros e o local no qual seu barco estava tinha 30 metros de profundidade. A âncora da Esperança em Cristo nunca vai nos decepcionar.

O texto deixa claro que quem fez a promessa é fiel. Abandonar esta esperança é como puxar a corda, encurtá-la, ficando assim sujeito a ser levado pelas ondas e ventos contrários.
Independente do que esteja tentando te levar para longe de Deus, saiba que podemos nos firmar na âncora da esperança em Jesus. Ele é uma firme consolação, segurança e direção para a vida.

A esperança é a âncora da alma. Rev. Hebert dos Santos Gonçalves

Pão Diário

Nenhum comentário:

Postar um comentário