Social Icons

27 de julho de 2011

Na Doença

Salmo 16

O espírito do homem o sustenta na doença, mas o espírito deprimido, quem o levantará? (Pv 18.14).

Aparentemente não existe nada que abale mais o ser humano do que a enfermidade. Quando estamos doentes nos sentimos pequenos, desprotegidos e assustados. Mas até mesmo na doença temos esperança quando buscamos a presença de Deus. Ele fortalece nosso espírito, nos sustentando nas piores enfermidades. Quando buscamos o Senhor e o temos ao nosso lado não seremos abalados. Deus promete nos munir de forças para suportar a doença. Ele afofa a nossa cama. A alegria da presença de Deus inunda nosso coração e como diz o v.9: “Por isso o meu coração se alegra e no íntimo exulto; mesmo o meu corpo repousará tranquilo”.
Realmente é na hora da enfermidade que temos a verdadeira convicção de que só Deus pode cuidar de nós. Mesmo se tivermos todos os recursos da medicina à nossa disposição, nossa esperança é somente em Deus. Ele realmente pode nos guardar seguros. O Salmista faz um pedido que precisamos repetir: “Protege-me, ó Deus, pois em ti me refugio”. Ele clama ao Senhor: “Guarda-me ó Deus”.
A pior doença não é a física e sim a espiritual. Quem não tem Deus sofre de uma enfermidade que abate muito mais do que qualquer outra coisa. Esta pessoa tem um espírito deprimido que derruba mais do que uma doença física.
Deus é nosso maior tesouro. Não existe outro bem maior ou comparável ao Senhor. Por isso precisamos buscar a Deus em todo tempo. Precisamos saber que Deus não nos guarda apenas na enfermidade, Ele está presente durante todo o curso de nossas vidas. Ele só oferece Sua proteção para aqueles que nele confiam de todo coração e nele se refugiam.
Davi, além de confiar que Deus podia cuidar de seu corpo, também tinha como esperança a certeza da salvação eterna a qual o libertava de toda ansiedade e temor. Mesmo o túmulo não seria um final em sua vida. Ele diz: “tu não me abandonarás no sepulcro”. Ele tinha convicção de que não permaneceria para sempre na morte.
O Senhor o susterá em seu leito de enfermidade.

Pão Diário

Nenhum comentário:

Postar um comentário